domingo, novembro 19, 2006

Diz

Diz que sou princesa, cinderela, exactamente aquela
que o teu coração procurava
Diz todos os dias assim:
nunca ninguém
nunca
alguém
nunca mais bela
menina
achei
amei
(já amava).

Diz muito de va gar
e muitas vezes
para ver
se eu consigo
algum dia
acreditar.

Diz,
mesmo que eu tape os olhos e não diga nada.

Tenho desculpa para o silêncio:
estou aqui só a sonhar esse sonho acordada.

.

http://www.vladstudio.com/home/

2 comentários:

Tit disse...

Deixei um pouco de ti no meu canto do vento. Um pouco do teu sonho que brinca com as palavras e nos embala serenamente...
Um Bj.

3za disse...

Já lá fui... e falando em embalar... o teu canto não é diferente! Beijinho