quinta-feira, novembro 22, 2012

três poemas para uma ilustração de Miguel Horta




1
sempre assim
espera(nça) inquieta
doída desassossegada
pela outra quase nada
que voa em mim
sempre
assim
 


2
e se
fosse mesmo isto
a (triste) casa:
ficar ficar ficar
sem sonho
sem desejo
nem desassossego
nem asa?



3
há na saudade
um não sei quê
de laranja
começo
fim de dia
desencontro
lágrima
fado
poesia



Miguel Horta - Ilustração
http://miguel-horta.blogspot.pt/p/ilustracao.html

5 comentários:

Miguel Horta disse...

E como escolher?....Disparate! Não escolhas: lê e desenha mais...desafia a mulher poeta.

3za disse...

:) :)

Anónimo disse...

Liiinnndooo!

Continuem:)

casamuzambike disse...

Sabor a espuma do mar de Aljezur.
Voei nas ondas meus queridos

3za disse...

Obrigada....
Abraço grande