segunda-feira, junho 22, 2009

Regresso (Sonhado) II

Sonhei que ias chegar
arrancar de ti
essa armadura
arejei o castelo
limpei as teias
sacudi o pó
ao lume há surpresa
adivinho flores
jarra sobre a mesa

toalha de linho
já cheira a café

fossem todas as coisas tão simples
como cada regresso sonhado é.

Sonhei que ias chegar
leve
sem peso de mala
abri todas as janelas
apaguei a luz
escondi o mar
adivinho beijos
perfume de lua
e nós dois a dançar
ao sabor da maré

fossem todas as coisas tão simples
como cada regresso sonhado é.


3 comentários:

izzie disse...

Lindo!
Captaste a essência de um sonho...

Beijinho,

Marina disse...

E depois, a ansiedade e o nervoso da espera... que do sonho a realidade as vezes vai um pulo maior do que conseguimos saltar...

Beijinhos 3za

3za disse...

Pois é... :)
Beijinhos