domingo, junho 01, 2008

Azul que me flutua

Afogar-me-ia
com o peso da vida
a passear-se por cima de mim
como lhe apetece
sem me perguntar
posso?
se não fosses tu
esse azul que me flutua
como asa.

É caso para dizer
que não fica em cima
mas sim por baixo
o farol que me alumia
o verde que me respira
a rua azul da minha casa...


5 comentários:

Anónimo disse...

Lindo!

Juliette disse...

Lindo!

3za disse...

Obrigada :)

Anónimo disse...

» se não fosses tu esse azul que me flutua como asa»
Soberbo, genial !
abraço , passo depois !
JRMarto

3za disse...

:) Coro.... :)
Obrigada!