sábado, maio 15, 2010

Ponta de mim

Mais perto do céu
longe
terra inventada
guardo brinquedos
boneca de trapos
para brincar...

É nesse
azul
escondida

na ponta de mim
onde ainda sou eu
que me leio
melhor

escuto, navego
tesouros
mapas, magia
sede, fantasia, coisas de voar
castelo que invento
piano à minha espera
príncipe que me abrace
búzios

cheios
de mar.

www.vladstudio.com

6 comentários:

Miguel Pinto disse...

:)

3za disse...

:)

Fê-blue bird disse...

Voltei à infância, com este lindo poema.
Beijinhos

3za disse...

:)
Beijinho

rouxinol de Bernardim disse...

Bonita abordagem de um tema tão cândido...

3za disse...

Obrigada... :)